Arquivo mensal: dezembro 2008

Fim de Ano.

Boa tarde pessoal!

Pois é pessoal, Estamos chegando num momento que o natal ja esta ai.

Uma coisa super importante de ser feita para esta época do ano é o que muitas lojas fazem, e se preparam para isso os enfeites de natal, vocês já devem ter percebido que muitas empresas em novembro mesmo começam a montar as decorações que no começo de dezembro vem a se intensificar.

Algumas dessas dias são importantes também para os sites, e para o publico que o acessa, independente do que vc trabalhar o seu site com um tratamento especial para o natal pode ter atrativos visuais que despertam mais a atenção do seu visitante, alem de você poder colocar algumas idéias a mais para a data e deixar fluir a sua criatividade.

Algumas empresas podem querer fazer uma tal mudança, mas algumas de certa forma sutil, outras mais ousadas, mas o importante eh mudar.

E o legal do natal, é que se você (ou sua empresa) tem uma tradição com essa data você pode desenvolver uma apresentação, cartão de natal, com um clima mais descontraído mais informal, e se vocÊ é do tipo que não gosta muito do natal você pode também brincar com isso e fazer uma decoração de natal do seu site brincando com o Papai Noel, por exemplo, irir ficar engraçado um site aonde mostra que o Papai Noel bateu o trenó no poste porque estava dirigindo bêbado, rsrsr, seria interessante para um site que não segue tão a risca as comemorações natalinas, mas por outro lado dependendo do publico eles poderiam não gostar.

Por isso eh sempre bom BRINCAR com isso. Mas com cuidado sempre.

Ano passado na empresa que trabalhava, criamos uma introdução em flash com uma musica ficou muito legal, todo mundo adorou, vou procurar e ver se acho, esse ano na empresa que estou fizemos na home uma mudança significativa, mudamos o fundo do site, acrescentamos o Sr Noel arvore, e até neve. Dêem uma acessada, ficou bem legal http://www.jbtecidos.com.br espero que gostem, no blog da empresa entramos no mesmo clima.

As vezes pode ser complicado você ficar alterando o layout todo para temas natalinos ou de acordo com alguma data, principalmente se você usa um sistema já montado como o do wordpress ai o máximo que vc pode fazer eh mudar uma foto ou colocar um banner.

Bom pessoal, é isso ai, espero que tenham feito um bom trabalho de fim de ano, e que 2009 seja muito melhor que 2008, estarei voltando com o blog e novas aulas logo em janeiro, já tenho algumas aulas engatinhadas para postar.

Quero agradecer aos visitantes e as pessoas que sempre me mandam e-mail, é muito gratificante.

Muito obrigado e um grande abraço! Tiago Capatto, e para as Gurias Um bjoo grande!

Internet vira aposta do varejo no Natal

Grupos varejistas com lojas no mundo real e no virtual estão contando mais do que nunca com o braço eletrônico de sua operação para aumentar o faturamento na semana do Natal, mesmo diante da crise financeira. Estimativas da consultoria e-bit indicam que, entre 15 e 24 de dezembro, as vendas on-line chegarão a R$ 1,35 bilhão, 25% superiores às do mesmo período de 2007. Apesar do otimismo, previa-se que o índice seria de 40% antes de a crise atingir a economia real. “Os brasileiros estão preocupados, mas irão às compras”, diz Pedro Guasti, presidente da e-bit. Pesquisa do Provar (Programa de Administração de Varejo) da FIA-USP mostra que, neste Natal, 21% dos consumidores comprarão pela rede, contra 11,6% no de 2007.

Segundo Paula Carvalho Pereda, pesquisadora do Provar, a intenção de compra pela internet quase dobrou, enquanto no varejo tradicional praticamente não houve alteração. “Só 74% dos consumidores pretendem fazer compras nas lojas tradicionais neste ano, contra 73,8% em 2007″, diz Pereda.

Nesse mesmo período, o número de consumidores eletrônicos passou de 9,5 milhões para 13 milhões, crescimento de 37%. A receita prevista para este ano é de R$ 10 bilhões, contra os R$ 6,3 bilhões registrados em 2007. “Hoje 25% dos internautas compram pela rede”, afirma Guasti. Há três anos, esse índice não chegava a 10%.

Comodidade e preço
Vários motivos explicam a preferência dos consumidores pelo varejo eletrônico. O primeiro é prático. “Não tenho tempo e as lojas nesta época ficam lotadas”, diz Manoel Netto, gerente de uma empresa de criação de produtos. “Pesquisei produtos e preços e já escolhi tudo. Entregam na minha casa, com embalagem especial.”

Mas é o preço a principal atração da internet. Segundo o Provar, algumas categorias apresentam deflação nos últimos 12 meses, queda que não ocorre no varejo convencional.  A pesquisa do Provar revela que, no acumulado do ano, as maiores quedas foram as de aparelhos celulares (19,93%), seguidas pelas de eletroeletrônicos (12,72%) e bens de informática (11,85%). Há dois anos, CDs, livros e DVDs tinham mais saída pela internet. “Agora são eletrônicos e bens de informática,” diz Guasti.

Além disso, as facilidades de pagamento pela internet são maiores. “Boa parte dos produtos mais caros continua sendo parcelada em até 12 vezes”, afirma Guasti. “No varejo tradicional dá para pagar em até seis vezes no cartão de crédito. Dez vezes já é difícil de achar.”

As previsões de vendas na internet são otimistas porque os produtos deverão ter aumento só no próximo trimestre. As dificuldades de crédito, no entanto, também se repetem na rede.

Fonte: Folha de São Paulo

E-commerce cresce 25% este Natal, diz e-bit

Projeção do e-bit prevê alta de 25% nas vendas online de fim de ano sobre o Natal de 2007. Para consultoria, crise não afeta setor. Apesar das notícias de crise econômica e alta do dólar, a e-bit prevê que o e-commerce brasileiro vá faturar 25% mais neste final de ano do que fez em igual período de 2007.

A análise prevê que as lojas eletrônicas se beneficiem do período de alta no consumo e da injeção de recursos no mercado gerada pelo pagamento do 13º salário aos trabalhadores com carteira assinada.

Além disso, diz o instituto, a maior confiança nas lojas online e a expansão da inclusão digital devem atrair para o comércio eletrônico maior número de usuários que não têm tempo ou paciência para ir às compras em shoppings centers, que tradicionalmente ficam lotados no período de final de ano.

Se os cálculos do e-bit estiverem corretos, o setor vai faturar neste final de ano R$ 1,35 bilhões, frente R$ 1,082 bilhões faturado na temporada de compras de 2007. A e-bit afirma que as maiores opções de crédito disponíveis em lojas eletrônicas devem atrair mais consumidores na comparação com o varejo físico. Na média, diz a e-bit, lojas em shoppings e nas ruas permitem parcelamentos em até seis vezes, ao passo que na web esta opção é encontrada em até 12 parcelas.

Fonte: Info Plantão