Como Enfrentar (Estrategicamente) Uma Guerra de Preços

Em uma experiência realizada pelo Professor Bob Marks da Australian Graduate School of Management, participantes de uma palestra foram convidados a escolher um número entre zero e cem. Em seguida deveriam prever o número mais próximo de 2/3 da média dos números escolhidos pelo grupo. É natural imaginar que a média seria em torno de 50 e dois terços de 50 é 33. Entretanto, o número obtido foi 23.

O objetivo da experiência foi demonstrar que todos nós tentamos antecipar o que as outras pessoas estão pensando em fazer. Da mesma forma que os outros tentam antecipar o que nós estamos fazendo. Em um ambiente competitivo, como o de negócios, este comportamento tende a se acentuar.

Este simples exercício ilustra os aspectos emocionais que acabam gerando reações superdimensionadas em uma guerra de preços por exemplo. Apesar de que na maioria dos segmentos produtivos estamos percebendo um aumento da competitividade através de redução de custos, entrada de produtos importados, ganhos de produtividade e eficiência, e maior nível de exigência do consumidor, isso não significa que as empresas deveriam entrar em guerras de preços com tanta frequência. O resultado final de qualquer guerra de preços é uma destruição da lucratividade de todo um mercado.

Mantendo o Equilíbrio

A melhor maneira para evitar uma guerra de preços é conseguir que sua empresa mantenha o foco na estratégia escolhida e evite reações maiores do que as necessárias para combater um novo concorrente ou uma promoção muito agressiva da concorrência. Especialmente se sua empresa possuir uma estratégia de preços premium, provavelmente também possui marcas líderes no mercado, com clientes fiéis e que sustentariam boa parte de suas vendas até que a racionalidade voltasse ao mercado. Portanto, neste caso nem pense em iniciar uma guerra de preços que o maior prejudicado será seu próprio negócio. Lembre-se que ao educar o consumidor de que sua marca pode ser comprada por um preço muito inferior ao que estava estabelecido antes, o caminho de volta para um valor maior é muito difícil de se conseguir.

Outro aspecto que muitas vezes é idealizado pelo competidores maiores é que com uma guerra de preços os mais fracos sairão do mercado permitindo uma retomada de preços no futuro que recompense o sofrimento de uma guerra de preços. Entretanto, pesquisas demonstram que raramente guerra de preço é a razão que leva uma companhia a fechar suas portas. Ou seja, apesar de reduzir a lucratividade do mercado, empresas com produtos desejados pelos consumidores manterão suas atividades independentemente do estrago que a guerra de preço poderá causar em seus balanços.

Se Lutar for Inevitável

Infelizmente, em algumas situações, sua empresa será levada a entrar em uma guerra de preços para defender sua posição de participação de mercado. Nestes casos a recomendação é a seletividade. Não reaja com toda a sua força, ou seja, com toda sua linha de produtos em todas as regiões onde atua.

Analise bem onde o concorrente está fazendo o ataque e direcione seus esforços apenas onde for necessário. As táticas que poderão ser utilizadas nestes casos, incluem: descontos por quantidade, programas de fidelidade, desenvolvimento de marcas de “combate”, utilização de novos canais de vendas, entre outras. Notem que as sugestões acima são muito mais elaboradas que uma simples redução de preços. A razão para isso é que quanto mais sofisticada for sua reação, menor impacto você terá em suas marcas “premium”, e maior será a probabilidade de vitória.

Fonte: Quantiz

Sobre Tiago Capatto

Conheça meu trabalho www.impressao3dprinter.com.br

Publicado em 4 de abril de 2009, em Vendas e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: